08 novembro, 2006

Brincadeiras!!!!

Perigoso terrorista procurado pela CIA, FBI; INTERPOL; PJ e, em dias de sol, pela GNR!!!
Oferece-se recompensa (estadia paga na praia fluvial de Avô) a quem o conseguir derrotar em vida!!!!
Cuidado na captura que o individuo revela agressividade e malvadez, podendo recorrer a hábeis estratégia na tentativa de se manter à solta, para além de que não devemos contar com o rir apresentado na foto.
O personagem é também conhecido, entre outros, por Tirano Minhoto e Pedreiro Minhoto

25 outubro, 2006

Significados????


A Casa da Cultura vai exibir o filme "Brisa de Mudança". Será que quer dizer alguma coisa!!!??? Será???

Tontaria!!!!

(O Sr. Lopes a apalpar o ataúde do menino, soltando-lhe um olhar cru)

Já vimos muita coisa ridícula, mas confessamos que uma notícia como esta aqui e uma foto como a que segue em cima ainda não tínhamos tido oportunidade de apreciar.
Contudo, tudo não passa de uma tentativa do jornal do Sr. Lopes de o colocar politicamente ao mesmo nível do Prof. Mário Alves, alavancando-o em potencial candidato à Câmara Municipal em 2009. Um primeiro passo na tentativa de transformar o Sr. Lopes no candidato da esquerda à Câmara Municipal em 2009. Enfim, verdadeiramente ridiculo!!!!!
Agora a história do Cru e do Ataúde.....lolololol. Que gente!!!!

Desculpas!!!!



Com um grande pedido de desculpas a todos os que nos vão lendo, lamentamos só agora podermos regressar. Contudo, tudo faremos para que o nosso "return" seja recheado de variadades. Esperamos ter sucesso!!! Mais uma vez, desculpas da gerência.

01 setembro, 2006

4 de Setembro

(Alessandro Volta - Inventor da Pilha)
Voltamos a ligar as pilhas no dia 4 de Setembro!!!! Até lá, o estabelecimento vai continuar encerrado.

14 agosto, 2006

Férias



Estamos quase a voltar!!! Vêm ai novidades quentes e boas!!!

Viva o Verão!!!

24 julho, 2006

Onde está o Wally?




Pérolas


Numa recente entrevista ao CBS, o actual Presidente da Assembleia Municipal brindou-nos com umas pérolas, tais como:
"Não há homem mais honesto e trabalhador que o Mário Alves"
Depois desta pérola, quase que não vale a pena referir outra, pois, a falta de lisura, independência e probidade exigidas a um Presidente da Assembleia Municipal já são tão colocadas em causa pela irresponsável afirmação que mais não deveria ser preciso referir. Mas acontece que me coloquei a meditar sobre o que quereria Simões Saraiva dizer com as suas palavras e cheguei a 3 hipóteses:

1 – Mário Alves é o maior poço de virtudes à face da terra, um verdadeiro tractor de trabalho, o Santo da honestidade.

2 – As gentes de Oliveira do Hospital estão todas corrompidas pela usura e pela mandriona, pelo que o padrão comparativo transforma o Presidente da Câmara na honestidade e trabalho em pessoa

3 – O padrão moral e ético do Dr. Simões Saraiva é baixíssimo, sendo incapaz de avaliar correctamente o trabalho ou honestidade seja de quem for. A confirmá-lo estão as histórias mal contadas das Fundações e afins.
Sobre esta pérola ainda me encontro a reflectir, à espera de me decidir por uma das três hipóteses!!! Confesso que estou inclinado para a terceira.
Simões Saraiva continua e diz:
"Hoje em dia é muito difícil encontrar malta nova que seja responsável".
Aqui quase que lhe perdi o respeito!!! Mas o que é que o homem quer dizer com isto!!! Que não há boa gente jovem em Oliveira, que são todos uma cambada de irresponsáveis, ou que ele, como outros, com vontade permanente de ilusão de poder, se vão mantendo e mantendo nos lugares que já merecem a renovação, que já merecem a expulsão da brigada do reumático!!!
Simões Saraiva podia ter estado calado, mas continuou:
"Penso que há um excesso de calor na crítica, e que deveria haver uma certa moderação na maneira de exporem os problemas e de fazerem as suas censuras. Por vezes intervêm de uma maneira muito agressiva e exigente, que me dá o desejo de que, cada um que critica o presidente da Câmara, deveria ocupar durante dois meses o seu lugar, para perceber que é facílimo criticar quem está a tratar dos problemas de 21 freguesias. Muitas vezes, quase se exige que o presidente da Câmara seja um super-homem, omnipotente e omnisciente, que saiba tudo e esteja em todos os lugares".
O Dr. Simões Saraiva quer o quê? Que a oposição esteja calada, que não critique? Mas para que é que serve uma oposição se não para ajudar o poder a governar melhor, a controlar a ineficácia, a injustiça, a impor e aconselhar a melhoria dos processos, etc;
Então Dr. Simões Saraiva, o Prof. Mário Alves não era um poço de virtudes, um homem acima do comum, o supra-sumo do trabalho e honestidade, condição apenas ao alcançe dos melhores?Porque não há-de agora ser ele o super-homem, omnipotente e omnisciente? Em que ficamos Dr. Simões Saraiva? No Mário Alves homem comum, ou no Mário Alves super-homem.
Simões Saraiva continua:
"Com toda a franqueza, penso que [O Grupo Parlamentar do PSD] deveriam ser mais actuantes, no sentido de em determinantes assuntos, pedir a palavra para contrapor as criticas da oposição".
Epá, uma critica aos Presidentes de Junta e Deputados Municipais do PSD!!!! Mas quem é que os escolheu, quem é que os escolheu, Dr. Simões Saraiva?
As pérolas continuam em CBS

20 julho, 2006

Incompetência


Mário Alves garante que por ele já tinha demitido o director da Eptoliva em Abril, apenas não o fez porque, tal matéria, era competência do Vice-presidente da autarquia, Paulo Rocha.
Mas, Senhor Presidente, se a incompetência é do delfim, paga o delfim. Se o senhor vereador Paulo Rocha não demitiu quando devia ter demitido, prejudicando, dessa forma, os interesses daquela que deve ser uma escola de referência na região, a melhor solução é mandá-lo de volta para a vida civil, evitando-se incompetências maiores, prejuizos latentes e lucros cessantes. A não ser assim, mais uma vez, fica provado que a única incompetência existente no município tem um nome, o nome do Senhor Presidente, Mário Alves.

17 julho, 2006

Diferenças


Descubra as diferenças entre o Benemérito Calimero e entre o Calimero Benemérito!!!


Correio Beira Serra - "O que é que faz correr um deputado municipal da CDU, que tem gasto tanto dinheiro na terra, sendo que já há até quem o acuse de andar a comprar os votos"? António Lopes – O que me faz correr é a percepção que tenho dos direitos e deveres de cidadania que impõe que cada um de nós dê o seu melhor em prol da coisa pública. Por outro lado, eu não me esqueço, que vivi em Vila Franca da Beira, tive uma infância difícil, andei descalço até aos 13 anos, e na altura tive a solidariedade da boa gente da terra. Hoje, que a vida me tem sorrido, seria muita ingratidão eu não tentar estar com as pessoas que comigo estiveram nesses tempos difíceis. Do ponto de vista político, luto pelas minhas convicções, integrado numa força politica que, na minha opinião, é a que melhor serve os interesses do nosso povo, em especial os mais desfavorecidos. Não tenho por isso, que comprar o voto de ninguém, porque isso seria a pior forma de violência que poderia exercer. Quem diz que ando a comprar votos, pode ter problemas de consciência, eu não tenho.
Ò homem, quando a esmola é grande o pobre desconfia, para mais quando se trata de um comuna com hábitos e comportamentos capitalistas!!! Já toda a gente percebeu que não conquista o voto, antes compra a preferência dos eleitores!!!

12 julho, 2006

A Laranja

(A claque da Holanda no dia do jogo contra Portugal)
Nota: Ganhou Portugal



A Indefinição


Mas quem é que manda no Partido Socialista de OHP?


Então e o "Boticas", já não acalenta a esperança de transformar o filho num político à séria?

Então e o "Boticas Júnior" não defrontará o delfim do actual Presidente da Câmara nas próximas eleições autárquicas?

Epá, ao estado a que isto chegou!!!

07 julho, 2006




O próximo Presidente do Futebol Clube de Oliveira do Hospital!!! Esperamos que o futuro do clube não seja a preto e branco!!! Boa sorte!!!

A Ambição

Fruto de várias circunstâncias e evoluções, que não interessa aqui abordar, as políticas de desenvolvimento das cidades têm vindo a sofrer inúmeras alterações e desenvolvimentos. Se há 10 anos atrás, a aposta política principal, da maioria das cidades portuguesas, se situava num modelo puramente Keynesiano de desenvolvimento (o que aconteceu em OHP com o executivo César de Oliveira), com a construção de todo o tipo de infra-estruturas (piscinas, centros de saúde, polidesportivos, etc;) e consequente esbanjamento de dinheiros públicos, tudo na certeza que, assim, o desenvolvimento local, presente e futuro, era uma garantia, hoje, a grande maioria dos concelhos do país já perceberam que a aposta se encontra em modelos de desenvolvimento sustentados e agregadores de um conjunto de sinergias que potenciem um política de cidade media. Isto é, a distribuição dos dinheiros e benesses camarárias pelo concelho não se deve centrar e concentrar em manter 500 pessoas a viver na freguesia A, 300 na B e 400 na Y, pelo contrário, se quer assegurar a sua sustentabilidade futura deve concentrar e centrar todos os seus esforços e fundos no desenvolvimento e criação de uma cidade média que, em principio, será a capital do concelho. Dessa forma, pela junção de sinergias, podem aspirar a passar de populações de 7, 8 ou 9 mil pessoas, para populações de 20, 30, 40 mil pessoas, o que representa a criação de novas unidades escolares, de saúde, de serviços públicos, criação de redes de transportes e a atracção de um conjunto de serviços e investimentos privados que não são atraídos por populações de 7 ou 8 mil habitantes. Aqui chegados, resta dizer, para quando uma política de cidade medida para OHP? Uma política que crie uma área urbana que consiga juntar OHP à Bobadela, a Gavinhos, a S. Paio, à Catraia, a Lagos e, no futuro, a muitas mais freguesias. Uma política que foi seguida em Espanha e deu origem a cidades como Badajoz, Huelva, Salamanca, etc; Uma política que crie uma cidade atractiva, que tenha capacidade critica para atrair mais investimento privado e actividade social e cultural. Uma política que atraía habitantes dos concelhos vizinhos e de outras paragens a vir viver para OHP, o que será natural pelo conjunto de novos empregos que as sinergias vão criar. Para quando meus amigos? Será que algum partido político oliveirense é capaz de gerar e ambicionar este projecto? Não creio, pois, a qualidade profissional, política e cultural dos dirigentes dos dois maiores partidos, os que mais responsabilidades têm, não augura nada de bom.
Quem são as alternativas?

06 julho, 2006

Outra Vez!!!

05 julho, 2006

A Vingança




Hoje, encontramo-nos com a história. Hoje, mercemos a vingança.

Força PORTUGAL!!!

Pergunta do Dia



Caros leitores e amigos,

Quem é o ex-Chefe de Gabinete, actual Vice-presidente de um partido político em OHP e cronista destilador de veborreias sobre tudo aquilo de que não percebe, que passa a vida a escrever artigos num jornal local plagiados de outros escritos por personalidades da vida política ou social portuguesa, apresentando-os como sendo originários da sua mingua inteligência?

É fácil de advinhar!!!

O Jogo das Damas


No passado dia 13 de Junho, a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital deliberou, por unanimidade, atribuir um montante de subsídios, no valor de 30.150.00€, a um conjunto de entidades do concelho. Enfim, mais uma distribuição pensada e cuidada com vista ao fortalecimento e engrandecimento dessa grande estratégia política que dá pelo nome de caciquismo. Porém, até aqui, apesar de tudo mal, tudo bem!!! O que verdadeiramente nos deixou de boca aberta e pasmados com a tacanhez distributiva dos dinheiros públicos, levada a cabo por Presidente da Câmara e Vereadores do PSD e do PS, aqui não há inocentes, foi a atribuição de um subsídio de 500€ para um Torneio de Damas que vai ter lugar na freguesia de Meruge, ao mesmo tempo que para um evento de importância e mediatismo nacional como é uma prova do Campeonato Nacional de Enduro, organizado no concelho pelo Clube Seita, apenas cabe um fatia de metade do valor da primeira, nada mais nada menos que 250€, 50 contos na moeda antiga.
Já todos sabemos da paixão do Senhor Presidente da Câmara pela malha e afins, como sabemos da capacidade de pressão do senhor presidente da Junta de Freguesia de Meruge junto do Prof. Mário Alves, agora não sabíamos que os restantes vereadores, do PS incluídos, também gostavam de "malhar" nos dinheiros público, desperdiçando oportunidades de afirmar a cidade como uma das capitais do desporto motorizado nacional. A atribuição de um subsídio no valor de 250€ a uma prova que consegue conquistar algum protagonismo mediático nacional e movimentação comercial local no concelho durante todo um fim-de-semana é, no mínimo, para ser suave no adjectivo, verdadeiramente ridículo.
Agora, era importante, a bem da garantia da imparcialidade e porque “à mulher de César não basta ser séria também tem de parece-lo”, que o Correio da Beira Serra, o Observando OHP e a Folha do Centro, num caso revelador da mediocridade política do PSD, PS e parcialmente do PC de Oliveira do Hospital, o denunciassem, libertando-se do fardo popular de que não passam de meios de propaganda política ao serviço de interesses moralmente menos legítimos. Por aqui, ficamos à espera!!!

04 julho, 2006

A Verdade e a Mentira

(A Mentira e a Verdade)
Fazendo jus ao baptismo, "O Verdadinhas" nasce sob o signo da verdade. É a verdade e só a verdade que aqui perseguiremos e respeitaremos. O mais, não nos interessa!!!
O espírito com que iniciamos a "jornada" tem retrato em cima, onde uns arranjos e composições feitos no "Photoshop" permitem recompor e ajeitar o desajeitado, transformando em óptimo o que antes nos parecia mau, transformando a mentira em verdade. Aqui, como ali, denunciaremos, sem amarras políticas ou constragimentos financeiros, que, em Oliveira do Hospital, como aliás em todo o lado, o mau é mau e o bom é bom. Não há volta a dar, ou ilusão a vender!!!
Por fim, não deixaremos de mostrar caminho e desafios, tudo sem falsos pretensiosismos ou modéstias escamoteadas, sempre na esperança de podermos vir a ser acompanhados, nem que seja apenas por mais um. Já seria uma vitória!!!